Pudim, Flan ou Pannacota?

Atualizado: 12 de Abr de 2019

Você sabe a diferença entre as três sobremesas?

Aqui você vai aprender e ganhar a receita com dicas do pudim, do flan e da Pannacota.



O pudim é um preparado que leva três ingredientes básicos: leite, açúcar e ovos.

A consistência do pudim vem da coagulação dos ovos. Tem uma consistência firme e cremosa. Deve ser cozido em banho-maria, para que não ultrapasse 85º de temperatura, e resulte em uma consistência perfeita. Acima dessa temperatura, o ovo coagula e ocorre a separação entre a proteína e o liquido do ovo, causando uma consistência talhada, cheia de furos.




O Flan é um pudim que leva gelatina. Com isso, utiliza-se menor quantidade de ovos, pois a gelatina passa a ser a responsável pela textura, que fica leve e gelatinosa.


A Pannacota original é basicamente creme de leite, açúcar e baunilha, mas algumas receitas “abrasileiradas” levam gelatina. A textura correta é leve e mole, que se balançar parece que vai desmoronar. Para elaborar uma pannacota sem creme de leite, recomendo utilizar a gelatina para auxiliar na textura, pois outros cremes de leite (coco, soja etc) não proporcionarão a mesma textura.


O Flan podem ser utilizado em recheios de bolo, cremes para pavês etc.


Nas três preparações, o leite pode ser substituído por leite vegetal ou inhame cozido e processado.


· Para substituir o leite pelo leite de inhame:

o Cozinhe o inhame, deixando bem molinho;

o Bata em um mini processador, transformando em um creme;

o Adicione água até deixar na textura de leite.


· Para substituir o creme de leite por creme de inhame:

o cozinhe o inhame até ficar bem molinho;

o Bata em um mini processador, transformando em um creme;

o Não acrescente água.

INGREDIENTES




MODO DE FAZER


PUDIM


Forma banho-maria para pudim - Imagem: www.americanas.com.br

Recomenda-se utilizar uma forma de banho maria para pudim, e poderá fazer na chama do fogão, podendo controlar melhor a cocção.


Caso não tenha, utilize uma forma de pudim que caiba dentro de uma panela com tampa e água, tomando o cuidado para que a água não penetre dentro do pudim, estragando a textura.



  • Bata no liquidificador os ovos, açúcar, leite de coco, creme de inhame. No final acrescente o coco ralado;

  • O coco ralado é opcional. Ele formará uma fina camada na base do pudim, proporcionando uma crocancia sutil;


  • Coloque água fria suficiente na panela com tampa. A quantidade de água deve ser suficiente para cerca de 50 minutos no fogo baixo e não deve ficar em nível muito alto para, ao criar as borbulhas da fervura, não penetrar na forma do pudim, estragando a textura;

  • Coloque açúcar na forma do pudim e leve ao fogo para caramelizar;

  • Assim que caramelizar, distribua por toda a forma, untando bem com o caramelo;

  • Coloque a forma de pudim caramelizada ainda quente, na panela com agua, de forma que o fundo encoste na água, endurecendo o caramelo (choque térmico). Isso impedirá que o caramelo se misture com a massa do pudim e fará com que a parte externa do pudim fique caramelizada, dando um visual apetitoso;

  • Coloque o pudim batido no liquidificador na forma de pudim caramelizada, tampe e marque 40 minutos em fogo baixo;

  • Após 40 minutos, faça o teste da faca: introduza uma faca longa no meio do pudim. Ela deve sair seca, às vezes sai úmida, mas não sai com massa mole. Quando a faca sair sem vestígios de massa mole, o pudim está pronto;

  • Desligue, espere amornar, retire da panela;

  • Ainda morno, desenforme em um pirex;

  • Se deixar esfriar, o pudim gruda no caramelo e não desenforma. Será necessário aquecer o fundo da forma para amolecer o caramelo e conseguir desenformar;

  • O pudim fica maravilhoso bem gelado;

  • Sirva com ameixas em calda de caramelo ou com alguma geleia de frutas.

BOM APETITE


QUER MAIS DICAS? Tem muita dica, técnica, receitas no livro Panificação sem glúten, sem leite, sem segredos, de Elisabeth Nicolau.


FLAN DE AMÊNDOAS






Caso não tenha farinha de amêndoas, bata amêndoas no liquidificador até transformar em farinha.








  • Bata todos os ingredientes no liquidificador;

  • Leve ao fogo até iniciar fervura;

  • Sempre mexendo, aguarde 3 minutos e desligue o fogo;

  • Deixe reduzir a temperatura para misturar à gelatina;

  • Hidrate a gelatina conforme instruções na embalagem;

  • Adicione uma concha do flan à gelatina hidratada;

  • Acrescente essa gelatina à mistura do Flan e misture bem;


  • Coloque a mistura em uma forma de pudim e leve à geladeira para endurecer;

  • Desenforme e sirva com couli de frutas;

  • Se preferir, sirva em taças com uma camada de couli por cima.

  • Sirva bem gelado.


QUER MAIS DICAS? Tem muita dica, técnica, receitas no livro Panificação sem glúten, sem leite, sem segredos, de Elisabeth Nicolau.






PANNACOTA DE LIMÃO SICILIANO



A receita pede também limão tahiti, porque ele realça o sabor do limão siciliano.


Se desejar sabor mais acentuado, adicione também raspas dos limões.




  • Bata no liquidificador o açúcar, creme de leite de inhame, e os limões.

  • Hidrate a gelatina conforme instruções na embalagem;

  • Adicione a gelatina hidratada à mistura do liquidificador;

  • Bata apenas para misturar;

  • Pode ser colocado em forma de pudim ou taças individuais;

  • Servir bem gelado.


BOM APETITE!


QUER MAIS DICAS? Tem muita dica, técnica, receitas no livro Panificação sem glúten, sem leite, sem segredos, de Elisabeth Nicolau.


0 visualização